Quintal Home Empresa Vendas Locação Novidades Índices Contato
3322-6688 / 3326-6688 Fundo
 ATENDIMENTO: Segunda a sexta-feira 08:00 - 18:00 sem fechar para almoço | Sábados 09:00 - 12:00
 
 
Casas
Apartamentos
Terrenos
Comerciais
Galpões
Sítios
 
  Noticias Seta
  - Atendimento On-line
  - Quintal Imóveis estará atendendo em novo horário.
  - Dia do Corretor - 27 de agosto
  - Feliz Páscoa
 
  Nossos serviços Seta
Atendimento
cadastre seu imóvel
 
  Simuladores habitacionais Seta
Simuladores
 
  Ferramentas administrativas Seta
 
  Governo diminui prestação de imóvel do Minha Casa Minha Vida Seta
 
De acordo com as alterações, as famílias que foram contempladas com um imóvel do programa antes de 27 de agosto de 2012 vão passar a desembolsar a metade do valor


A presidente Dilma Rousseff divulgou, ontem, mudanças no programa Minha Casa Minha Vida. De acordo com as alterações, as famílias que foram contempladas com um imóvel do programa antes de 27 de agosto de 2012 e pagavam até hoje prestação que correspondia a 10% da renda familiar mensal vão passar a desembolsar a metade do valor a partir da próxima parcela.


Como os beneficiários do programa dividem as prestações dos imóveis adquiridos pelo programa em até dez anos, a medida implica em desconto para as prestações que vão ser pagas até 2022. “Ao se reduzir o valor de pagamento das parcelas, automaticamente aumenta o subsídio do governo”, confirmou o Ministério das Cidades, em nota. De 2009 a 2013, o governo federal desembolsou R$ 73,2 bilhões em subsídios para os empreendimentos da faixa 1.

Outros R$ 6,3 bilhões de subsídios foram destinados aos financiamentos imobiliários da chamada faixa 2 (famílias que ganham entre R$ 1,6 mil e R$ 3,275 mil). Outra medida publicada, ontem, no Diário Oficial, atinge o Bolsa Estiagem.

Dilma desistiu de cortar a transferência de R$ 80 mensais aos agricultores que tiveram problemas com a seca de 2012, pagos por meio do cartão do Bolsa Família ou do Cartão Cidadão. Criada como uma ação emergencial em junho de 2012 , o auxílio deveria durar cinco meses, mas alcançará ao menos 30. Até agora, foram investidos cerca de R$ 1,7 bilhão no programa.

De acordo com dados de fevereiro deste ano divulgados pelo Portal Brasil, site oficial do governo, o custo mensal do programa era de R$ 95,1 milhões mensais para atender 1,3 milhão de pessoas. Se o número de atendidos continuar o mesmo, a benesse custará mais R$ 760 milhões de maio até dezembro.
Fonte: Correio 24 Horas
 
Veja mais noticias
 
 
 
     
     
  Quintal Imóveis
  R. Amazonas, 2199
  Garcia - Blumenau - SC
  (47) 8809-3367 - 3322-6688
  atendimento@quintal.imb.br
Home Empresa Vendas Locação Novidades Índices Contato
 
Facebook Youtube Google + Linkedin Twitter
Site criado por e-nology